Escritor francês: "Comprei em Ancara as máscaras médicas que não recebi em Paris"

"Digo isso com sinceridade, quando penso na Turquia que me torno melancólico", disse o roteirista Jean-Christophe Grange, em uma mensagem nas redes sociais.

1420157
Escritor francês: "Comprei em Ancara as máscaras médicas que não recebi em Paris"

AA - O jornalista, escritor e roteirista francês Jean-Christophe Grange disse que comprou as máscaras médicas em Ancara que não recebeu em Paris.

“Pouco antes do confinamento em Paris, eu estava na Turquia procurando máscaras em todos os lugares, porque em Paris não havia mais. Peguei as máscaras e o gel (desinfetante) e, quando cheguei a Paris, fecharam as fronteiras”, expressou Grange em mensagem visual publicada nas redes sociais do Instituto Francês.

Na mensagem, Grange afirmou ter boas lembranças de sua estadia em Ancara. "Digo isso sinceramente, quando penso na Turquia, fico melancólico", acrescentou Grange.

Além disso, Grange relatou que havia escrito 300 páginas de seu novo romance durante o confinamento em sua casa em Paris.

Grange veio à Turquia em março para participar da feira de livros de Ancara, no âmbito de uma organização do Instituto Francês.

O número total de casos de doença por coronavírus (COVID-19) na França chegou a 179.506. O número de mortes aumentou para 27.625, com 96 novas mortes nas últimas 24 horas. A recuperação de 61.066 pessoas foi relatada.

 



Notícias relacionadas