O saldo do coronavírus na indústria cinematográfica: 59% da perda de bilheteria

Os relatórios continuam sendo divulgados sobre os impactos do surto de coronavírus na indústria cinematográfica

1396552
O saldo do coronavírus na indústria cinematográfica: 59% da perda de bilheteria

De acordo com relatos publicados logo após o encerramento dos cinemas, devido à pandemia de Covid-19, eles declararam que não poderiam reabrir suas portas se não receberem apoio, a perda de bilheteria dos 10 principais mercados de filmes no primeiro trimestre de 2020 foi cerca de 59 por cento.

Nesse sentido, a maior perda ocorreu na China, que decidiu fechar os cinemas devido à ameaça da epidemia antes de 25 de janeiro do Ano Novo Chinês. No país, que sofreu uma perda de 91% nas vendas de bilheteria em comparação com o mesmo período de 2019. As salas foram reabertas gradualmente nas últimas semanas, mas depois fecharam novamente com a decisão do Escritório Nacional de Cinema.

Considerando que a epidemia se transformou em pandemia na Europa e na América do Norte em março, afirma-se que é necessário esperar até junho para determinar exatamente a destruição causada pelo coronavírus globalmente no setor cinematográfico.



Notícias relacionadas