Operação Fonte da Paz

"O objetivo é a paz
o alvo é o terrorismo"

Restaurado o 'Portão do Inferno' na antiga cidade de Hierapolis, na Turquia

Também conhecida como Plutônio, a peça arqueológica foi descoberta há 6 anos na antiga cidade de Hierapolis, perto do destino turístico de Pamukkale.

Restaurado o 'Portão do Inferno' na antiga cidade de Hierapolis, na Turquia

AA - O conhecido 'Portão do Inferno' (Plutônio), localizado na antiga cidade de Hierapolis, na Turquia, foi restaurado com sucesso por uma equipe de arqueólogos.

O também conhecido como "porta de entrada para a terra dos mortos", segundo fontes antigas, será apresentado aos visitantes depois de 1.500 anos. O plutônio faz parte da Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO.

Fundada pelo rei Eumenes II de Pérgamo no século II aC. C., Hierapolis - que significa "cidade sagrada" - testemunha escavações arqueológicas desde 1957.

A cidade antiga contém vários locais históricos importantes que foram abertos aos visitantes até agora, como o túmulo de Martírio e o túmulo de São Filipe, feito em memória de Filipe, um dos 12 apóstolos de Jesus que vieram à cidade para se espalhar. Cristianismo

A cidade viu o nascimento de um dos filósofos mais importantes da tradição estóica, Epictetus, nascido em 55 dC Epictetus deixou de ser escravo de uma das figuras mais importantes da filosofia.

A equipe de escavação, liderada pelo professor Francesco D'Andria, identificou seis anos atrás o Plutônio (Portão do Inferno), que era considerado a porta de entrada para a terra dos mortos nos tempos antigos, e uma das fontes originais de água termal que dá aos travertinos uma brancura em Pamukkale, o famoso destino turístico da Turquia.

Esses estudos despertaram entusiasmo no mundo da arqueologia daquele período: antigamente, dominado por crenças pagãs, acreditava-se que uma caverna na fonte de fontes termais de Hierápolis era a porta de entrada para o inferno de Plutão, o governante da Submundo, porque o gás que emana desta caverna acabou com a vida das criaturas que se aproximavam dele.

Como resultado dos estudos realizados por aproximadamente 6 anos, uma parte significativa do "Portão do Inferno", a estátua de Hades e o cão de guarda do inferno de três cabeças, Cerberos, que foram colocados na porta foram recuperados.

Depois de todo o trabalho na área, foi incluída uma rota de excursão e também foi realizada uma seção especial para os deficientes.

Espera-se que o chamado portão do submundo esteja aberto aos visitantes no próximo mês (AA).

 


Etiquetas: Denizli , Turquia , Hierápolis

Notícias relacionadas