Um olival de Bursa é um autêntico campo cheio de sarcófagos da antiguidade

O último sarcófago descoberto, contém algo tão especial que foi precisa a intervenção de peritos de Ancara.

Um olival de Bursa é um autêntico campo cheio de sarcófagos da antiguidade

Num olival em Iznik, na província de Bursa, foram encontrados 3 sarcófagos em 2 015 e 2 016, e mais recentemente foi encontrado mais um.

Os caçadores de tesouros tentaram desenterra-lo, mas conseguiram apenas tirar a parte superior da sua tampa.

Depois de trabalharem durante 4 dias, os arqueólogos e historiadores do gabinete de Arte dos Museus de Iznik, conseguiram finalmente desenterrar e estudar o sarcófago, e voltaram a cobri-lo de terra.

Segundo as primeiras indicações, tudo aponta para que este sarcófago nunca tivesse sido aberto. No seu interior estava um tipo de gás que permitirá iluminar o mundo científico.

Muito em breve, uma equipa especial de Ancara irá até Iznik, para estudar mais de perto esta peça e para extrair o gás através de um método especial.

Pensa-se que este olival tenha antes sido uma necrópole na antiguidade. O último sarcófago descoberto pesa 7 toneladas e data do século III. A peça está decorada com leões e relevos de Eros, envoltos em flores de lótus nunca antes vistos na região.

A jandarmeria e a polícia vigia o local 24 horas por dia, para impedir roubos.



Notícias relacionadas