O medicamento Remdesivir poderá ser comercializado para combater o Covid-19

Entretanto, a China está a testar uma vacina muito avançada com os seus militares.

1447063
O medicamento Remdesivir poderá ser comercializado para combater o Covid-19

REUTERS - Seis meses depois do primeiro aviso da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a pandemia de coronavírus, as empresas farmacêuticas estão a trabalhar para encontrar soluções contra a doença.

Entre elas está o Remdesivir, um medicamento que será comercializado a um preço de 340 a 410 euros por dose.

No total, o custo do tratamento por pessoa será de 2 000 a 5 000 euros, dependendo do país onde o paciente seja tratado. A empresa garante que este valor está abaixo do preço de mercado.

Os ensaios sobre este medicamento começaram em 2 009, quando foi usado de forma experimental para tratar o Ébola.

Devido à pandemia, o medicamento foi aprovado com urgência nos Estados Unidos e agora também poderá ser comercializado na Europa.

Este não é no entanto o único medicamento usado no combate ao covid-19, a mexadetasona ou a hidroxicloroquina também são usados de forma alargada, apesar deste último ter sido suspenso pela OMS, por precaução, no mês de maio.

A lista de possíveis medicamentos de combate ao covid-19 inclui  até 150 fármacos, que estão a ser testados ​em todo o mundo.

Nesta corrida contra o tempo e pela procura de um remédio contra o Covid 19, a China não quer ficar para trás. O país está na vanguarda da criação de uma vacina e, nas últimas horas, acabou de aprovar o seu uso interno pelos militares chineses. Teremos agora que esperar pelos resultados, para ver se o país decide alargar o seu uso à restante população.



Notícias relacionadas