Líder indígena: "Se a Amazônia cair, todos cairemos"

Os povos indígenas são a 'melhor solução' para as mudanças climáticas, os 'melhores guardiões' das florestas e da biodiversidade, diz Eloy Terena, advogada e consultora jurídico da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB).

Líder indígena: "Se a Amazônia cair, todos cairemos"

Na região amazônica da América do Sul, a vida dos povos indígenas corre um grande risco, pois o desmatamento das florestas tropicais continua, apesar dos pedidos globais de ação, de acordo com Eloy Terena, líder e defensora da comunidade indígena brasileira.

Em declarações à Agência Anadolu sobre o contínuo desmatamento da Amazônia e seus efeitos sobre a comunidade local, Terena, também consultora jurídica da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), expressou que os povos indígenas extraem forças das florestas para combater , sobreviver e cuidar da natureza, para que a natureza cuide deles.

"A selva é nossa mãe, é nossa casa, onde moramos, pescamos, caçamos e plantamos. Sem nosso território, não podemos cultivar nossa comida ou beber água. Não podemos criar nossos filhos. Não podemos manter nossa existência. 

Nascemos com uma conexão profunda com a terra, que é a nossa maior herança ", afirmou.

Serena cita trabalhos científicos que reconhecem as comunidades indígenas como "a melhor solução" para as mudanças climáticas. Também disse que os povos indígenas são os "melhores guardiões" das florestas do planeta, além da biodiversidade.

"A segurança legal de nossos territórios deve ser uma prioridade mundial e as políticas globais de mudança climática devem ser realizadas em conjunto com organizações indígenas e territoriais para serem realmente eficazes", disse a líder nativa, acrescentando que, embora as terras indígenas sejam demarcadas, registradas e controladas por seu próprio povo no Brasil, a destruição ambiental continua, especialmente em alguns estados como Rondônia, Mato Grosso e Maranhão.



Notícias relacionadas