ONU: "As mudanças climáticas se tornaram uma ameaça global aos direitos humanos"

A Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, fez um discurso na 42ª sessão do Conselho de Direitos Humanos

ONU: "As mudanças climáticas se tornaram uma ameaça global aos direitos humanos"

A Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, alertou que a mudança climática se tornou uma ameaça global aos direitos humanos.

Bachelet concentrou-se nas mudanças climáticas durante seu discurso na inauguração da 42ª sessão do Conselho de Direitos Humanos, iniciada no escritório da ONU em Genebra.

"A mudança climática é uma realidade que afeta todas as regiões do mundo", disse Bachelet. E alertou que as conseqüências humanas do nível esperado de aquecimento global são catastróficas.

Ressaltou que a emergência climática já está provocando um aumento acentuado em todo o mundo. 

Lembrou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que as mudanças climáticas causarão 250.000 mortes adicionais entre 2030 e 2050.

Bachelet enfatizou que as mudanças climáticas comprometem os direitos humanos, o desenvolvimento e a paz.

“O mundo nunca viu uma ameaça aos direitos humanos desse escopo. Esta não é uma situação em que nenhum país, instituição ou político possa permanecer ", afirmou.

A funcionária da ONU pediu mais participação na luta contra as mudanças climáticas.

Espera-se que as questões de direitos humanos no Iêmen e na Birmânia (Mianmar) sejam abordadas em detalhes na sessão que continuará até 27 de setembro.



Notícias relacionadas