Rio de Janeiro fecha suas praias para conter a disseminação de contágios por COVID-19

A medida é uma tentativa de conter a disseminação dos casos de contágio da COVID-19, que foge do controle em todo o país

1606312
Rio de Janeiro fecha suas praias para conter a disseminação de contágios por COVID-19

AA- Neste sábado, 20 de março, entrou em vigor o fechamento das praias do Rio de Janeiro (Brasil), anunciado na última sexta-feira pelo prefeito Eduardo Paes.

Durante este fim de semana é proibido permanecer na praia para praticar esportes, tomar sol ou desenvolver qualquer outra atividade recreativa ou comercial. A entrada de ônibus de turismo na cidade também é proibido.

A Prefeitura, desde 5 de março, proibia o funcionamento de bares e lojas após as 21h e impôs toque de recolher para as pessoas entre às 23:00 horas e 5:00 horas (horário do Rio de Janeiro). Segundo Paes, a partir da próxima segunda-feira serão tomadas medidas mais restritivas.

A taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Rio é de 95%, um recorde desde que a pandemia foi declarada no país em fevereiro de 2020, segundo autoridades de saúde.

No total, 25 dos 27 estados do país possuem ocupação igual ou superior a 80% em UTI.

Na última sexta-feira, o Ministério da Saúde informou novo recorde de infecções em um dia (90.570). No total, foram registrados 11,87 milhões de casos.

Além disso, a média móvel de óbitos diários na semana de 13 a 19 de março dobrou em relação à semana de 13 a 19 do mês passado. A média passou de 1.039 para 2.173 pessoas.

No Brasil, foram aplicadas 13,34 milhões de doses da vacina COVID-19, proporcionalmente 6,27 para cada 100 pessoas no país.

(Agência Anadolu)



Notícias relacionadas