Os brasileiros protestam contra Bolsonaro, que chamou as medidas de coronavírus de "histéricas"

Os habitantes de São Paulo e Rio de Janeiro foram para as varandas com tachos e panelas.

Os brasileiros protestam contra Bolsonaro, que chamou as medidas de coronavírus de "histéricas"

Milhões de pessoas no Brasil protestaram ao tocar panelas e frigideiras nas varandas a atitude do presidente Jair Bolsonaro sobre o novo tipo de coronavírus.

Segundo o noticiário da BBC, milhões de brasileiros em São Paulo e no Rio de Janeiro foram para janelas e varandas tocando panelas e frigideiras e acendendo e apagando luzes pedindo a renúncia de Bolsonaro.

O protesto começou quando o discurso do presidente foi transmitido na televisão ontem à tarde e continuou com ainda mais participação à noite.

Este foi o maior protesto até hoje contra o governo Bolsonaro.

Até recentemente, Bolsonaro descreveu as medidas contra o coronavírus como "histeria", em seu discurso ontem, no qual ele estava acompanhado por alguns ministros usando máscaras, anunciou as medidas de alerta para impedir a propagação do vírus e um pacote ajuda financeira para apoiar a economia e famílias de baixa renda.

Bolsonaro, por sua vez, aceitou que possa haver casos não refletidos nas estatísticas oficiais.

Quatro pessoas do Covid-19 morreram no Brasil e há mais de 500 casos positivos, segundo o comunicado.

Embora o vírus tenha sido detectado em 14 pessoas de sua equipe quando ele viajou para a Flórida para se encontrar com o presidente Donald Trump, foi relatado que o próprio presidente brasileiro testou duas vezes negativo para o coronavírus. 



Notícias relacionadas