Fotos de Guaidó com líderes paramilitares

A polícia colombiana confirmou que as pessoas que Guaidó via eram os líderes dos Rastrojos, conhecidos pelos apelidos "El Brother" e "El Menor"..

Fotos de Guaidó com líderes paramilitares

Surgiram fotos com os líderes de um grupo armado colombiano ilegal do presidente da Assembleia Nacional Juan Guiadó, que se proclamava presidente na Venezuela.

Guiado pelas fotos que saíram nas redes sociais e eram questões da imprensa local, vê dois líderes do grupo paramilitar, o traficante de drogas chamado "Los Rastrojos".

A polícia colombiana confirmou que as pessoas vistas nas fotos são os líderes dos Rastrojos, conhecidos pelos apelidos "El Brother" e "El Menor" .

Guaidó, que deixou seu país ilegalmente para passar o “concerto de ajuda humanitária” organizado na cidade de Cúcuta, na fronteira da Venezuela na Colômbia, em 22 de fevereiro, com o apoio dos EUA e do Ocidente, nas fotos aparece vestindo roupas como as que estava no concerto.

O suposto concerto de ajuda humanitária foi realizado com a participação de muitos presidentes da região e celebridades. Naquela época, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, havia fechado a fronteira de seu país com a Colômbia.

Naquela época, devido às tentativas de golpe de Estado da liderança de Guiadó, uma série de obrigações foi trazida ao líder da oposição, incluindo a proibição de viagens internacionais, apesar disso, Guadió havia deixou o país.

Guaidó, em seu discurso que fez no show, disse que as forças armadas colombianas o ajudaram a atravessar a fronteira.

Por outro lado, na fronteira venezuelana na Colômbia, muitos grupos de tráfico paramilitar de drogas garantem que os venezuelanos entrem na Colômbia em troca de dinheiro.



Notícias relacionadas