Guaidó não participará de possíveis eleições parlamentares antecipadas

"Estamos determinados a continuar até que as eleições na Venezuela sejam completamente livres"

Guaidó não participará de possíveis eleições parlamentares antecipadas

O presidente da Assembleia Nacional, liderado pela oposição e autoproclamado chefe de Estado interino, Juan Guaidó, anunciou que os partidos de oposição não participarão das eleições parlamentares antecipadas planejadas pelo Partido Socialista no poder.

Citado pela Associated Press (AP), Guaidó argumentou que não faz sentido ir às eleições enquanto o partido liderado pelo presidente Nicolás Maduro controla o país.

"Estamos determinados a continuar até que as eleições na Venezuela sejam completamente livres", disse ele.

Guaidó ressaltou que o governo Maduro quer tomar a última fortaleza controlada pela oposição antes das eleições da Assembleia Nacional.

"Não é uma escolha. Este é um novo refúgio que o governo usou para legitimar os males políticos cometidos no passado", disse ele.

Diosdado Cabello, o presidente da Assembleia Constituinte construída pelo governo Maduro para limitar os poderes da Assembléia Nacional, disse em um comunicado que as eleições da Assembleia Nacional, que devem ser realizadas em dezembro de 2020, podem avançar para janeiro de 2020 ou uma data anterior.



Notícias relacionadas