Os EUA pedem proteção à OEA para os legisladores da Assembleia Nacional da Venezuela

Durante a sessão de segunda-feira, o representante do país norte-americano exigiu a libertação imediata de todos os presos políticos na Venezuela.

Os EUA pedem proteção à OEA para os legisladores da Assembleia Nacional da Venezuela

A delegação dos Estados Unidos perante a Organização dos Estados Americanos (OEA) solicitou segunda-feira diante do referido organismo que os legisladores da Assembleia Nacional da Venezuela sejam protegidos.

"Exigimos a proteção de todos os membros da Assembleia Nacional e suas famílias. É o requisito mínimo para proteger a única instituição democrática que resta na Venezuela ", disse o representante diplomático dos EUA junto à OEA.

Os EUA também rejeitaram a prisão do vice-presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Edgar Zambrano.

Na semana passada, a Suprema Corte de Justiça (TSJ) da Venezuela acusou dez legisladores da oposição de crimes de traição e rebelião. Segundo o Supremo da Venezuela, esses deputados apoiaram o fracassado golpe de estado na terça-feira, 30 de abril.

"O regime de Maduro está tentando destruir os últimos vestígios remanescentes da democracia na Venezuela. Exortamos todos os Estados membros que seguem o Grupo Lima, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, a condenar a prisão e solicitar a libertação imediata de Roberto Marrero, Edgar Zambrano e todos os presos políticos ", afirmou os EUA na OEA.

No mesmo dia, a Organização dos Estados Americanos também aprovou um projeto de resolução para a Venezuela realizar "eleições livres".

Durante a sessão de segunda-feira, o representante do país norte-americano exigiu a libertação imediata de todos os presos políticos na Venezuela. Até o momento, no país sul-americano, há 859 presos políticos de acordo com a última lista atualizada pela ONG Foro Penal.

Agência Anadolu



Notícias relacionadas