Três dias de luto no Peru por García

García acusado de aceitar suborno da construtora brasileira Odebrecht, recebeu o mandado de prisão que havia sido emitido para ele

Três dias de luto no Peru por García

Foram declarados três dias de luto pelo ex-presidente do Peru, Alan García, que cometeu suicídio no momento em que seria preso.

Na notícia que é veículada na imprensa do país, destaca-se que o governo quis estabelecer uma cerimônia de estado para García, mas sua família não aceitou essa decisão.

Erasmo Reyna, advogado de Garcia, disse que o ex-presidente se matou na hora em que seria preso.

García, acusado de aceitar subornos da construtora brasileira Odebrecht, recebeu um mandado de prisão para ele.

O ex-presidente rejeitou as acusações.

Alan García no Peru manteve a presidência do estado entre 1985-1990 e entre 2006-2011.



Notícias relacionadas