EUA retirarão esta semana o pessoal diplomático da sua embaixada na Venezuela

“Esta decisão reflete a pioria da situação na Venezuela e é o resultado da presença do pessoal diplomático na embaixada dos Estados Unidos se ter transformado num obstáculo à política nacional”.

1161640
EUA retirarão esta semana o pessoal diplomático da sua embaixada na Venezuela

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, anunciou através da sua conta de Twitter a decisão de retirar esta semana todos os funcionários da sua embaixada na Venezuela: “Esta decisão reflete a pioria da situação na Venezuela e é o resultado da presença do pessoal diplomático na embaixada dos Estados Unidos se ter transformado num obstáculo à política nacional”.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos ordenou, em janeiro, ao seu pessoal diplomático de segundo nível na Venezuela que abandonasse o país, mas manteve os funcionários mais importantes.

A decisão agora tomada surge devido à “dificuldade em garantir a segurança dos cerca de 150 funcionários que trabalham nas missões diplomáticas dos Estados Unidos na Venezuela” – afirmou Pompeo. Mas ainda assim, a embaixada dos Estados Unidos em Caracas permanecerá aberta.

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, prolongou por mais 48 horas a suspensão de atividades laborais e escolares devido ao apagão que afeta o país desde quinta-feira, e que o governo venezuelano diz ter origem numa "guerra elétrica".

O apagão teve origem numa avaria na central hidroelétrica de El Guri, a principal do país, que afetou ainda dois sistemas secundários e a linha central de transmissão. Em Caracas, a eletricidade está a chegar a vários bairros, mas de forma intermitente. O apagão afetou as comunicações fixas e móveis, os terminais de pagamentos e o acesso à Internet.



Notícias relacionadas