Centenas de migrantes romperam o cerco policial mexicano para entrarem nos Estados Unidos

Desde meados de outubro, várias caravanas de migrantes da América Central – compostas na sua maioria por hondurenhos e salvadorenhos – percorrem o México com o objetivo de chegarem aos Estados Unidos.

Centenas de migrantes romperam o cerco policial mexicano para entrarem nos Estados Unidos

Centenas de migrantes da caravana de pessoas oriundas da América Central, romperam hoje o cerco policial mexicano com o objetivo de chegar ao posto fronteiriço de El Chaparral, na fronteira mexicana de Tijuana com San Ysidro nos Estados Unidos.

Às 11.20 horas locais de Tijuana (19:20 GMT), centenas de migrantes conseguiram chegar ao edifício do posto fronteiriço que liga ambos os países, com o objetivo de solicitarem asilo aos Estados Unidos. Outros furaram redes para se aproximarem, por outro local, à fronteira com os Estados Unidos.

De forma descoordenada e caótica, os migrantes aproximaram-se dos Estados Unidos com o objetivo de serem recebidos pelas autoridades americanas.

Após pouco mais de uma hora de manifestação pacífica contida pelas forças de segurança mexicanas, numa ponte a cerca de 3 kms da fronteira com os EUA, grupos de migrantes romperam o bloqueio policial e começaram a correr em direção ao Canal do Rio Tijuana, já muito próximo do posto fronteiriço de San Ysidro. Em poucos minutos, chegaram até El Chaparral, onde havia pouca presença das forças de segurança.

Desde meados de outubro, várias caravanas de migrantes da América Central – compostas na sua maioria por hondurenhos e salvadorenhos – percorrem o México com o objetivo de chegarem aos Estados Unidos.



Notícias relacionadas