Evo Morales repete que a Bolívia está "muito perto" de retornar ao Oceano Pacífico

O presidente da Bolívia, Evo Morales, reiterou hoje que seu país está "muito próximo" de retornar ao Oceano Pacífico e assegurou que a demanda boliviana ao Chile perante a Corte Internacional de Justiça (CIJ) de Haia "é bem direcionada"

Evo Morales repete que a Bolívia está "muito perto" de retornar ao Oceano Pacífico

La Paz, 26 de agosto (EFE) .- O presidente da Bolívia, Evo Morales, reiterou hoje que seu país está "muito próximo" de retornar ao Oceano Pacífico e assegurou que a demanda boliviana para o Chile perante o Tribunal Internacional de Justiça (CIJ) de Haia "está bem encaminhada".

Morales referiu-se ao assunto em um evento com escolares e soldados na área central do Chapare, seu reduto político e sindical, que foi acompanhado pelo agente boliviano perante a CIJ, o ex-presidente Eduardo Rodríguez Veltzé (2005-2006).

"Nosso processo está bem encaminhado, estamos certos, buscando justiça e, entre outubro, novembro ou dezembro, haverá uma decisão e qualquer decisão da CIJ é de conformidade, se somos estados que reconhecem o direito internacional", disse.

O presidente boliviano expressou que "as cinco primeiras Constituições do Chile reconheceram que a Bolívia tinha acesso ao mar".

"E agora não querem reconhecer e é por isso que eu digo que estamos muito próximos de retornar ao Oceano Pacífico, graças à união do povo boliviano", acrescentou.

A Bolívia perdeu cerca de 400 quilômetros de costa no Pacífico e 120.000 quilômetros quadrados de território ante as tropas chilenas em uma guerra travada em 1879.



Notícias relacionadas