Díaz-Canel vai governar Cuba com os ministros-chave de Raúl Castro

A composição do novo Conselho de Ministros, cuja nomeação foi ratificada pelos deputados, reforça a mensagem de continuidade que o novo presidente já sublinhou quando assumiu o cargo

Díaz-Canel vai governar Cuba com os ministros-chave de Raúl Castro

Havana (EFE) .- O presidente cubano Miguel Diaz-Canel, manterá no governo tanto a grande parte dos ministros de seu antecessor, Raul Castro, incluindo as carteiras-chave, tais como o exército, Interior, Relações Exteriores e Turismo, mas mudou o titular da economia, uma área vital, tendo em conta os problemas financeiros da ilha.

Diaz-Canel revelou ante a Assembleia Nacional (Parlamento unicameral) a composição do seu gabinete, já que o presidente nomeado em Abril passado anunciou que iria reter os ministros de Castro até a primeira das duas sessões plenárias anuais celebrando a legislatura.

A composição do novo Conselho de Ministros, cuja nomeação foi ratificada pelos deputados, reforça a mensagem de continuísmo que dizia o novo presidente quando  assumiu o cargo, porque entre os 34 membros que compõem este órgão há apenas nove caras novas, a maioria em Carteiras de menor peso.

Dos novos ministros, vários eram até agora o "número dois" dos departamentos que eles agora assumem.

A mudança mais significativa é o Ministro da Economia e Planejamento, veterano Ricardo Cabrisas, substituído pelo até então vice-ministro da área, Alejandro Gil Fernandez, nascido após a Revolução de 1959, é um expoente da "política de quadros ( líderes) "do novo governante cubano.



Notícias relacionadas