Opositora venezuelana afastada da vida pública por um ano

A líder da oposição radical venezuelana Maria Corina Machado disse, na terça-feira, que foi proibida de ocupar cargos públicos por um ano, uma medida que poderia impedi-la de se tornar deputada se eleita nas eleições de dezembro.

Opositora venezuelana afastada da vida pública por um ano

Maria Corina tem 15 dias para recorrer da decisão, de acordo com uma carta do gabinete do fiscal de contas públicas, que ela publicou no Twitter. A decisão ainda lhe permitiria concorrer nas próximas eleições ao Parlamento.

Não ficou imediatamente claro por que é que ela foi afastada e não foi possível contatar o gabinete do fiscal para este comentar o caso.

No passado, o gabinete já impediu candidatos de ocupar cargos públicos devido ao uso irregular de fundos públicos. Os líderes da oposição dizem que estas ações são uma desculpa para isolar adversários políticos.

"Eles estão a agir como os ditadores que são", publicou Corina no Twitter, uma candidata parlamentar pelo Estado central de Miranda. "Eles que se preparem, nós vamos agir como a maioria que somos."

As sondagens eleitorais preveem que o governo socialista da Venezuela perca as eleições parlamentares de 6 de dezembro devido à recessão, à inflação galopante e à escassez de produtos básicos, incluindo medicamentos e farinha de milho.


Etiquetas:

Notícias relacionadas