Ataque a uma igreja católica no Burkina Faso fez 7 mortos

Homens armados em motocicletas irromperam por uma igreja católica em Dablo este domingo de manhã e mataram 7 homens.

Ataque a uma igreja católica no Burkina Faso fez 7 mortos

Sete pessoas foram assassinadas este domingo, entre as quais o padre, numa igreja católica no norte do Burkina Faso.

Homens armados em motocicletas irromperam por uma igreja católica em Dablo este domingo de manhã e mataram 7 homens, disparando ao acaso. O ataque teve lugar em Dablo, uma localidade da província de Sanmatenga, no norte do Burkina Faso.

Os fiéis estavam a começar a sairem da igreja cerca das 9h00 locais, quando um grupo de 20 homens os cercou e começou a disparar. De seguida, o grupo de atacantes incendiou a igreja, pilhou a farmácia e outras lojas da cidade e fugiram de automóvel.

Um ataque do mesmo género, no dia 28 de abril contra uma igreja protestante em Silgadji, na província de Soum (no norte do país), matou o pastor e cinco fiéis.

O Burkina Faso passou a ser alvo de ataques terroristas desde 2 015. Os ataques começaram na zona norte do país e na região do Sahel, mas acabaram depois por se estender também à zona central e ocidental do país.

De acordo com os dados oficiais, cerca de 400 pessoas morreram em consequência dos ataques terroristas nos últimos 4 anos.

No dia 1 de janeiro, foi estado de emergência em 7 das 13 regiões do país.



Notícias relacionadas