A onda de cólera no Iêmen é a “maior epidemia da história”

A Oxfam anunciou que nunca antes na história foram registradas cifras tão altas de uma epidemia

A onda de cólera no Iêmen é a “maior epidemia da história”

A agência internacional de ajuda humanitária Oxfam anunciou que os casos de cólera no Iêmen que causaram a morte de 2.100 pessoas desde abril passado, são "a maior epidemia da história".

A Oxfam ofereceu a seguinte declaração em seu site:

"O número de pessoas que morreram por causa dessa morbidade desde 27 de abril ultrapassou os 2.100. Além disso, 755 mil casos suspeitos foram detectados. Este é o maior número já registrado. "

A declaração também advertiu que o número de casos suspeitos pode atingir um milhão até novembro.

O Vice-Diretor de Ajuda Humanitária da Oxfam, Nigel Timmins, disse que a maior crise humanitária está no Iêmen.

A crise no Iêmen está piorando e a guerra que continua no país nos últimos dois anos oferece um ambiente ideal para a propagação do cólera.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse em seu relatório que desde 27 de abril, 745.205 casos suspeitos foram relatados em todo o país e que 2.129 pessoas morreram pela epidemia.



Notícias relacionadas