Erdogan: Propaganda global contra a Turquia não terá sucesso

Os defensores dos terroristas publicam fotos falsas nas redes sociais na tentativa de difamar a Operação Ramo de Oliveira.

Erdogan: Propaganda global contra a Turquia não terá sucesso

O presidente Recep Tayyip Erdogan disse no sábado que uma propaganda anti-turca global baseada em mentiras não seria bem-sucedida.

"O lançamento de uma guerra mundial de propaganda, baseada em mentiras, calúncias e distorções, por aqueles que não podem lidar com a Turquia no terreno, não funcionará", disse Erdogan durante um congresso provincial pelo partido de Justiça e Desenvolvimento (AK) a província do sul de Kahramanmaras.

Os adeptos do PYD / PKK estão envolvidos em uma campanha de difamação contra a operação turca contra o terrorismo em curso na Síria, através do uso de manipulação de fotos e falsas declarações.

"Aqueles que nos vêem como a Turquia de ontem e nos tratam dessa maneira, começaram gradualmente a perceber a verdade", disse Erdogan.

Em 20 de janeiro, a Turquia lançou Operação Ramo de Oliveira para limpar os terroristas do YPG / PKK e Daesh de Afrin.

De acordo com o Estado-Maior turco, a operação visa estabelecer segurança e estabilidade ao longo das fronteiras da Turquia e da região, bem como proteger os sírios da opressão e da crueldade dos terroristas.

A operação está sendo realizada no âmbito dos direitos da Turquia com base no direito internacional, resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, seus direitos de autodefesa ao abrigo da Carta da ONU e respeito pela integridade territorial da Síria.

Os militares também disseram que apenas os alvos terroristas estavam sendo destruídos e que "o maior cuidado" estava sendo levado para não prejudicar os civis.

Erdogan rejeitou as alegações de que civis estavam sendo alvo durante a operação.

Ele disse que o país estava determinado a ter uma voz global em uma série de questões, da economia à democracia.



Notícias relacionadas