Erdogan: "Se não vão aceitar, que nos avisem"

O presidente Erdogan, que está na Polônia para contatos oficiais, se encontrou hoje com seu homólogo polonês, Andrej Duda.

Erdogan: "Se não vão aceitar, que nos avisem"

O presidente Erdogan, que está na Polônia para contatos oficiais, se encontrou hoje com seu homólogo polonês, Andrej Duda.

Os dois líderes, após as negociações a portas fechadas, realizaram uma conferência de imprensa conjunta.

Erdogan, abordando as relações entre a Turquia e a UE, observou que o país espera a adesão há 63 anos:"Outros países foram aceitos pela UE após o nosso apelo. A razão para aumentar os capítulos é tornar a adesão da Turquia impossível. Nos avisem se não vão aceitar. Não tomem nosso tempo que não tomaremos o seu."

 Com relação a isenção de visto para cidadãos turcos, o presidente disse:

"Não há visto para os países latino-americanos. A Turquia é um país que está em negociação, mas os cidadãos não podem entrar na UE sem visto. Pode haver algo tão absurdo? Esperamos que nossos amigos na UE esclareçam isso. Os vistos seriam removidos em 2013, desde então não houve mudança".

Erdogan também falou sobre as relações bilaterais com a Polônia e observou que a Turquia apóia a adesão temporária da Polônia ao Conselho de Segurança da ONU para o período 2018-2019.

O presidente disse que é necessário aumentar o volume comercial entre os dois países e que é possível aumentar os vôos entre ambos da Turkish Airlines.

O presidente da Polônia, por sua vez, disse que espera que a Turquia seja membro da UE e acrescentou:

"A Polônia apoiou e continua apoiando a adesão da Turquia à UE".



Notícias relacionadas