O Papel do TurkStream Tornando-se o Centro do Comércio de Energia da Turquia

Análise do Prof. Dr. Erdal Tanas KARAGÖL do Departamento de Economia da Faculdade de Ciências Políticas da Universidade de Yildirim Beyazit.

O Papel do TurkStream Tornando-se o Centro do Comércio de Energia da Turquia

No começo da semana uma cerimônia foi realizada em Istambul, com a participação do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e do presidente russo, Vladimir Putin devido a finalização da parte do mar do projeto de gasoduto TurkStream em face das atividades do ano de 2019.

O gás natural do Mar Negro vindo da Rússia para a Turquia, que vai ser transportado daqui para a Europa pelo gasoduto TurkStream como finalização da seção marinha do ponto final realizado na cerimônia entre os dois países destaca as relações económicas e a cooperação energética no próximo período.

O TurkStream é um projeto extremamente importante que aclaram os problemas enfrentados pela Rússia e pela Ucrânia nos campos políticos e econômicos e se estende para a Europa através da Rússia para a Turquia, causando uma mudança de direção no comércio de energia regional e está de volta na agenda logo após a decisão de cancelamento da linha do Oeste.

Com uma capacidade anual de 31,5 bilhões de metros cúbicos levando o gás natural da Rússia para a Turquia, o projeto de gás natural certamente vai oferecer uma perspectiva diferente para o comércio regional de energia.

A Turquia ocupando um ponto importante de fornecimento de energia no mundo, sublinha o aumento a cada dia devido a sua posição estratégica na região.

Os países precisam desenvolver rotas alternativas de transferência de energia em resposta às crescentes demandas de energia. Dessa forma, em relação a questão da segurança do fornecimento de energia, quanto mais importante for a questão da segurança, mais importante será a questão da demanda.

Portanto, os países também atribuem importância à segurança de rota a fim de alcançar pontos de demanda segura na transferência de recursos.

Neste contexto, no ano de 2014, logo após a crise entre a Rússia e a Ucrânia, começou vigorosamente o uso de gás natural e foi previsto utilizar as rotas de transferência de gás da Turquia para a Europa e em vez do gás vindo da Rússia para a Turquia via Linha Oeste planejou-se alcançar a Europa através do Projeto TurkStream.

Com esta linha, a localização da Linha Oeste será substituída. O projeto em questão demonstra a importância fundamental na região da segurança do aprovisionamento energético da Turquia.

Atualmente o gasoduto TurkStream reflete a postura de decisão alcançada pela Turquia. Prevê-se a conclusão da realização do fluxo de gás em 2019 na Turquia para a cidade de Kırkareli na linha de Kıyıköy.

A linha deve ter capacidade de 31,5 bilhões de metros cúbicos de gás natural e caso seja necessário a Turquia terá um papel importante no atendimento da demanda da Europa para o gás natural. Atualmente, o projeto está progredindo em duas linhas.Uma delas vai se conectar à rede da Turquia e a outra fará a distribuição para a Europa.

O projeto tem um lugar importante na capacidade de demanda de gás natural da Turquia. Os recursos de gás natural necessários para a região de Marmara contra o alto volume de produção industrial serão atendidos por esta linha.

Quando se trata de segurança no fornecimento de energia, sabe-se que tanto os países fornecedores como os exigentes desenvolveram e implementaram estratégias diferentes.

Não obstante, é importante deixar claro que há um progresso constante entre Turquia e a Rússia há muitos anos tanto nas relações económicas quanto na área de energia.

Esta situação é claramente evidente a partir do desenvolvimento de novas formas de cooperação e do aumento do volume de comércio. No próximo período, entre as expectativas mais importantes está atingir o volume de comércio com a Rússia em US $ 100 bilhões de dólares.

Além disso, é preciso sublinhar a construção em curso da primeira usina nuclear da Turquia, a Usina Nuclear de Akkuyu que tem a distinção de ser realizado com a cooperação da Rússia.

Claramente , a partir de hoje como resultado da construção do Gasoduto TurkStream, a linha de gás natural,  a Turquia alcança o objetivo de ser tanto o país centro do comércio de energia, bem como continua a ser um dos atores mais importantes na equação de energia regional.

Esta foi a análise do Prof. Dr. Erdal Tanas KARAGÖL do Departamento de Economia da Faculdade de Ciências Políticas da Universidade de Yildirim Beyazit



Notícias relacionadas