A Decisão Sobre a Taxa de Juros do Banco Central

Após dados de inflação no início de setembro, era esperado que a postura da política monetária do Banco Central fosse reformulada até mesmo com o aumento da taxa de juros, criando uma grande expectativa nos mercados.

A Decisão Sobre a Taxa de Juros do Banco Central

Análise do Prof. Dr. Erdal Tanas KARAGÖL do Departamento de Economia da Faculdade de Ciências Políticas da Universidade de Yildirim Beyazit.

Ecopolítica - capítulo 38/2018

Na semana passada, o Banco Central decidiu elevar sua taxa de juros em 625 pontos-base, que foi o maior aumento da taxa nos últimos 14 anos.

Após os dados de inflação no início de setembro, era esperado que a postura da política monetária do Banco Central fosse reformulada até mesmo com o aumento da taxa de juros, criando uma grande expectativa nos mercados.

Portanto, o foco da decisão da taxa de juros nos mercados também teve um certo impacto na taxa de câmbio. Na verdade, neste período de expectativas, a lira turca ganhou algum valor em relação ao dólar.

Após a decisão sobre o aumento das taxas de juros, no entanto, não é possivel dizer com certeza se haverá uma estabilização total com essa certa diminuição na taxa de câmbio. Há também um sério ponto de interrogação na mente do investidor.

Naturalmente, deve ser sublinhado que a Turquia neste período de equilíbrio em que a economia deve entrar, bem como para gerir as expectativas do setor financeiro e do setor real também realizará e implementará estudos extremamente rigorosos.

Com a decisão do Banco Central de aumentar a taxa base de juros em 625 pontos, a taxa semanal de recompra aumentou de 17,75 para 24.

De fato, embora a expectativa fosse entre 250-700 pontos base, é preciso dizer que o Banco Central aumentou sua taxa de juros acima da expectativa média em 625 pontos base.

Logo após a decisão de aumentar as taxas de juros, alguns saques foram observados e a taxa de câmbio USD / TL caiu para até 6,01.

No entanto, como se sabe, os efeitos do aumento da taxa de câmbio são a curto prazo.

Portanto, seria irreal esperar que esse aumento produzisse resultados a longo prazo no controle dos movimentos da taxa de câmbio. Por outro lado, é necessário avaliar essa decisão por meio do canal de investidores.

Considerando-se que altas taxas de juros se colocam como um obstáculo diante do setor real e retardam os investimentos que são a força motriz do crescimento, conclui-se que os investidores devem lutar com resistência nesse processo.

Como resultado de ataques especulativos sobre a moeda que aconteceram em agosto, revelou-se de forma incompatível com os resultados da dinâmica economia da Turquia.

Não é possível explicar os movimentos na taxa de câmbio por qualquer indicador macroeconômico.

Portanto, logo que possível, em nome da eliminação dos efeitos negativos da gestão econômica que tenta minar a economia da Turquia, continua-se a desenvolver por trás dos movimentos.

No setor público a nível de economia, planeja-se que as instituições públicas passem do aluguel para prédios públicos vazios, limitem o uso de veículos no setor público e limitem o recrutamento de pessoal. Todos estes movimentos podem ser considerados passos bastante apropriados e necessários.

Por outro lado, o Programa a Médio Prazo (OVP, por suas siglas em turco) identifica corretamente os problemas do dia a dia, e nesse contexto precisamos salientar que apresenta metas macroeconomicas realistas tanto para mercado como para os investidores que visam o mercado da Turquia.

Sublinhando a necessidade de entrelaçar a dinâmica da economia da Turquia através do câmbio, tentaram jogar através da nossa economia forte e em vez disso demos respostas da nossa gestão econômica prevendo programas que irão desenhar de forma dinâmica a economia da Turquia.

Assim, o período de estabilização atual seguido por uma estrutura mais robusta, com uma economia da Turquia mais poderosa, sustentável, caminhando com confiança para seus objetivos de crescimento estável e inclusivo.

Em 2018, a economia da Turquia cresceu 5,2 por cento no segundo trimestre e no primeiro semestre do ano, registrou um crescimento de cerca de 6 por cento.

No primeiro semestre de 2018 os dados da Turquia mostram uma economia extremamente positiva, faz-se necessário dizer que em 2016, na tentativa de golpe a economia vivenciou  os riscos geopolíticos e mesmo assim deve-se considerar um desempenho altamente bem sucedido.

Evidentemente, daqui para frente a Turquia, sem dúvida alguma irá superar os ataques contra a sua economia de forma mais forte.

Esta foi a análise do Prof. Dr. Erdal Tanas KARAGÖL do Departamento de Economia da Faculdade de Ciências Políticas da Universidade de Yildirim Beyazit.



Notícias relacionadas