Terminou o Campeonato da Europa de Superstock 1 000

Ruben Rinaldi sagrou-se campeão no Campeonato da Europa de Superstock 1 000, depois de vencer a 15ª etapa celebrada no circuito espanhol de Jerez de la Frontera.

Terminou o Campeonato da Europa de Superstock 1 000

O último fim de semana foi marcado pelos avanços nos desportos motorizados. O Campeonato Mundial de Fórmula 1 está quase no final, mas esse final já chegou para o Campeonato da Europa de Superstock 1 000. E em Moto GP, o destaque foi para o Grande Prémio da Austrália.

Mas a grande notícia nos desportos motorizados vem da Fórmula 1, depois da vitória de Lewis Hamilton, que com 3 corridas ainda por disputar já se sagrou campeão do mundo. E nem foi sequer preciso ganhar a 17ª corrida do Campeonato Mundial de Fórmula 1 para se sagrar campeão.

A última vitória de Hamilton tinha sido no circuito de Austin, no Texas, durante o Grande Prémio dos Estados Unidos, disputado num circuito com 5 513 metros de extensão ao longo de 56 voltas. O maior rival de Hamilton neste campeonato, o alemão Sebastian Vettel, terminou a corrida em segundo lugar e Raikkonen foi o terceiro, depois de Max Verstappen ter sido penalizado com uma sanção de 5 segundos, por ter corrido fora da pista.

A concretização da vitória de Hamilton no Campeonato do Mundo de Fórmula 1 aconteceria na corrida seguinte, o Grande Prémio do México. Verstappen venceu a corrida mexicana. Vettel, obrigado a ganhar para se manter na corrida pelo título, não conseguiu melhor que o 4º lugar. Hamilton terminou a prova no 9º lugar, mas apesar da modesta classificação conseguiu fazer os pontos suficientes para ser campeão. Este foi o 4º título mundial de Lewis Hamilton, que assim se tornou num dos pilotos mais bem sucedidos de sempre na Fórmula 1. À sua frente, tem apenas o lendário piloto argentino Juan Manuel Fangio – que venceu 5 campeonatos mundiais – e o alemão Michael Schumacher, que ao longo da sua carreira venceu o Campeonato Mundial de Fórmula 1 por 7 vezes.

Continuando nas pistas, mas agora sobre duas rodas, avançamos para as novidades no Campeonato do Mundo de Moto GP, para dar conta da vitória do piloto espanhol Marc Márquez no Grande Prémio da Austrália.

Márquez tinha perdido a liderança da corrida na 16ª prova da temporada, mas acabou por impor a sua força já no final da corrida. O piloto espanhol venceu o Grande Prémio da Austrália disputado no circuito da ilha de Phillip, uma pista com 4 400 metros de extensão cuja prova se disputou ao longo de 27 voltas. Márquez chegou à liderança da corrida já próximo do final, à 21ª volta e não mais voltou a deixar o primeiro lugar. Com esta vitória na Austrália, a 35ª da sua carreira e a 6ª desta temporada, Márquez está muito próximo de se sagrar campeão do Mundo de Moto GP pela 4ª vez.

Na Austrália, Valentino Rossi ficou em segundo lugar a apenas 1,7 segundos. O pódio foi fechado por Maverick Viñales, que terminou na terceira posição.

Na classificação geral de pilotos, Marc Márquez é o primeiro classificado com 269 pontos, bem à frente de Andrea Dovizioso, o segundo classificado com apenas 236 pontos e já quase sem hipótese de chegar ao primeiro lugar. Maverick Viñales é o terceiro com 219 pontos. Bem mais longe, na quarta posição está Valentino Rossi com 188 pontos e Daniel Pedrosa é o quinto com 174 pontos.

O 17º Grande Prémio desta temporada será disputado no dia 29 de outubro, na Malásia.

Bem mais perto da Turquia, na Europa, chegou ao fim o Campeonato da Europa de Superstock 1 000. Ruben Rinaldi é o novo campeão da Europa da modalidade, ao chegar aos 138 pontos depois de vencer a 15ª corrida da temporada, disputada no circuito espanhol de Jerez de la Frontera. O maior rival de Rinaldi era o piloto turco Toprak Razgatlioglu, que terminou o campeonato europeu com 130 pontos, no segundo lugar. Florian Marino foi o terceiro da prova, com um total de 120 pontos.

Continuando sobre duas rodas mas agora sem motor, vamos falar sobre o Tour de França 2 018. A volta à França em bicicleta é a prova de maior prestígio em todo o mundo, e foi apresentada no Palácio de Congressos de Paris.

O Tour de França do próximo ano será disputado ao longo de 21 etapas. A primeira etapa irá arrancar na região de Vandea, na costa atlântica de França, e daí segue por todo o país, atravessando os Alpes e os Pirineus entre os dias 7 e 29 de julho. Como é da tradição, o Tour de França terminará em Paris, na Avenida dos Campos Elísios.

A última nota desta semana vai para Tiger Woods. O golfista americano teve que se afastar do golfe por questões de saúde há já bastante tempo, mas agora prepara-se para regressar à competição. Segundo o manager de Woods, o golfista recuperou e está pronto para regressar aos torneios.

Tiger Woods foi submetido a 4 operações no espaço de 3 anos. Antes de ser assomado por problemas de saúde, Woods tinha ganho 14 grandes torneios e chegou a ser o desportista mais bem pago do mundo.

Termina por aqui o programa de hoje, mas nunca acabará o Desporto Mundial!

Este programa foi escrito por Ali Tansu Polatkan



Notícias relacionadas