Qual será a nova força dinamizadora do crescimento económico?

A Economia Mundial, um programa do Prof. Dr. Erdal Tanas Karagol.

Qual será a nova força dinamizadora do crescimento económico?

Ao longo dos últimos 15 anos, o governo do Partido AK assumiu a administração do país, com uma política focada no dinamismo, inovação e em práticas reformistas. Esta situação teve um papel importante na estabilização do Partido AK, tanto ao nível político como económico.

Depois da instabilidade política durante a década de 1 990, e da crise económica de 2 001, o Partido AK chegou ao governo e trouxe para o topo da agenda a frase “o reflexo dos ganhos é importante para o público”. Tendo em conta as mudanças vividas no panorama macroeconómico, verificamos que o desempenho do crescimento económico é a variável mais importante que afeta o bem estar das pessoas.

É de salientar que a economia da Turquia cresceu a um ritmo de 5,6% entre 2 002 e 2 016, e ainda mais rapidamente entre 2 010 e 2 016, com um crescimento de 6,7%. Dito de outra forma, se a Turquia tiver uma agência intensa e mantiver a mesma luta que fez ao longo dos anos, torna-se claro que o crescimento económico atingiu valores elevados, apesar destes acontecimentos.

Adicionalmente, a economia turca – que cresceu 2,9% em 2 016 apesar da tentativa de golpe de estado que teve lugar em julho desse ano – escreveu uma notável história de sucesso quando comparada com muitos países desenvolvidos, ao alcançar uma taxa de crescimento económico de 5% no primeiro trimestre de 2 017.

Por tudo isto, e graças aos recentes desenvolvimentos tanto nos mercados domésticos como internacionais, e num contexto de intervenções críticas que aconteceram num ambiente de risco, não são registaram quaisquer interrupções na produção da economia turca, e os seus indicadores macroeconómicos continuaram a melhorar.

O sistema presidencialista de governo, que irá ser implementado em 2 019, é uma importante oportunidade para a Turquia atingir o nível de país de elevados rendimentos, e sair do estado atual de país de médios rendimentos. Adicionalmente, na Turquia, tanto em termos de gestão como em termos da estabilidade – que irá ser garantida – o país tem a oportunidade de se tornar num importante porto seguro para os investidores, que irão aproveitar esta oportunidade.

Tudo isto significa uma oportunidade significativa para que a economia turca consiga financiamento externo, necessário para o crescimento da economia, e que será obtido mais facilmente devido ao crescimento sustentável. Este crescimento irá permitir mudar a estrutura produtiva, aumentar o valor acrescentado dos produtos e fazer crescer o número de pessoas consideradas como mão de obra qualificada. As melhorias no financiamento público e no sistema bancário, irá conduzir a um crescimento sustentável da economia turca.

Com o objetivo de atingir os objetivos económicos do país, é necessário dar respostas aos desafios tanto ao nível micro como macro da economia. Desta forma, a melhoria das condições ao nível micro irá fazer com que as taxas de crescimento do país atinjam níveis superiores ao esperado. A Turquia planeia alcançar as taxas de crescimento económico definidas para 2 017 e para além deste ano. Neste contexto, os planos de desenvolvimento de médio prazo ganham importância. Por outro lado, é importante fazer com que o crescimento económico seja sustentável na Europa, à medida que a recuperação económica ganha velocidade em novos países ao longo do continente. Isto irá contribuir em primeiro lugar para garantir um crescimento assente nas exportações, bem como no aumento do consumo interno.

Outra questão fundamental é o aumento da fatia das exportações de bens de alto valor acrescentado, que irá permitir a estabilidade do crescimento económico da Turquia, e o aumento da competitividade internacional do país.

Adicionalmente, nesta conjuntura em que a produção de tecnologia está constantemente a mudar e a desenvolver-se, é obrigatório para a Turquia dar a importância necessária à Investigação e Desenvolvimento, para que este seja mais importante no total do PIB.

Por outro lado, no mercado laboral, é preciso fazer investimentos para aumentar a força de trabalho qualificada, o que por sua vez irá fazer aumentar a eficiência per capita dos trabalhadores.

Em relação ao aumento do capital estrangeiro, é preciso fazer investimentos de longo prazo para cimentar a perceção da Turquia enquanto país confiável, e não apenas como local para fazer investimentos de capital de curto prazo.

Mais importante que tudo, é claro que escrever uma nova página na história do crescimento económico da Turquia, é uma das necessidades mais importantes da economia turca.



Notícias relacionadas