Continua a crise sobre o financiamento do muro com o México que causou o encerramento do governo dos

Os Estados Unidos enfrentam novamente a possibilidade de uma crise governamental.

Continua a crise sobre o financiamento do muro com o México que causou o encerramento do governo dos

Continua a crise sobre o financiamento do muro com o México, que provocou o fecho do governo federal americano durante 35 dias. O perigo de um novo encerramento é cada vez mais real, depois de não terem sido concluídas com sucesso as negociações orçamentais no Congresso, devido à falta de acordo sobre o número de prisioneiros feitos na fronteira e sobre o montante a alocar ao muro.

Altos responsáveis do Congresso disseram à comunicação social que as negociações sobre o orçamento estão prestes a colapsar. O presidente da Comissão de Fiscal do Senado, um republicado, disse que “penso que as negociações vão colapsar já. Espero que possamos retomar as negociações hoje ou amanhã de manhã porque o tempo começa a escassear”.

Shelby disse que os democratas não aprovaram os fundos pedidos pelo presidente Trump, para o muro a contruir na fronteira com o México.

A falta de avanço nas negociações levou Trump a criticar severamente os democratas através do Twitter: “Penso que os democratas na Comissão de Fronteiras não irão fazer um acordo. Oferecem apenas um valor muito pequeno para o muro fronteiriço que é uma necessidade urgente. E vindo não sei de onde, agora pedem um limite para o número de criminosos presos”.

Os democratas não aceitam disponibilizar mais de 2 mil milhões de dólares para o muro, nem aceitam aumentar o número de camas nas prisões fronteiriças, e querem também que seja definido um número máximo de detidos possíveis.

Caso o Congresso não aprove um orçamento a tempo, e tendo em conta a exigência de Trump de fundos na ordem dos 5,7 mil milhões de dólares para a construção de um muro na fronteira com o México, o governo voltará a encerrar as suas atividades na sexta feira. No dia 25 de Janeiro, Trump chegou a acordo com os líderes do Congresso para a abertura provisória do governo por 3 semanas. Mas o presidente americano salientou que espera que deste processo saia um acordo para a segurança da fronteira, e disse que se não houvesse acordo o governo voltaria a encerrar.



Notícias relacionadas