Guterres alerta para um desastre humanitário em Idlib como nunca antes visto

O secretário-geral da ONU fez declarações à imprensa.

Guterres alerta para um desastre humanitário em Idlib como nunca antes visto

António Guterres, o secretário-geral da ONU, apelou à Turquia, à Rússia e ao Irão para que não usem em vão qualquer esforço no sentido de impedir a guerra em Idlib, na Síria, e que façam tudo para proteger os civis.

As declarações de Guterres à imprensa foram feitas na sede da ONU. O secretário-geral das Nações Unidas sublinhou que está muita coisa em jogo em Idlib e vaticinou um desastre humanitário nunca antes visto, caso não seja evitada uma guerra de larga escala na Síria.

Guterres recordou ainda que já antes metade dos 3 milhões de civis tiveram que se deslocar, e acrescentou que “ficaram com as suas vidas destruídas e não têm para onde ir”.

O secretário-geral da ONU indicou também que Idlib é a última zona de distensão do conflito e que não deve ser transformada num banho de sangue: “a situação atual em Idlib não é sustentável e não pode ser permitida a presença dos terroristas. Mas não se podem esquecer as responsabilidades internacionais durante a luta contra o terrorismo”.

Guterres acrescentou ainda que irá repetir em todas as ocasiões a importância de ser encontrada uma solução política para a crise síria: “É nossa responsabilidade comum proteger estas pessoas que já sofreram o suficiente”.



Notícias relacionadas