Começaram as reuniões de Genebra sobre a criação do Comité Constitucional para a Síria

Começaram as conversções entre o enviado especial da ONU para a Síria e os responsáveis dos países garantes, a Turquia, a Rússia e o Irão.

Começaram as reuniões de Genebra sobre a criação do Comité Constitucional para a Síria

Começaram na cidade suíça de Genebra as reuniões oficiais para a forma definitiva do Comité Constitucional para a Síria. Neste encontro participam o enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, e os responsáveis dos países garantes, a Turquia, a Rússia e o Irão.

No passado dia 30 de Janeiro, na cidade russa de Sochi, foi decido criar um Comité Constitucional durante o Congresso de Diálogo Nacional para a Síria.

O encontro começou no sede da ONU em Genebra, com a realização de contactos oficiais entre De Mistura com as delegações dos países garantes da Síria, a Turquia, a Rússia e o Irão, como parte do Processo de Astana.

As conversações deverão decorrer hoje ao longo de todo o dia no formato de quarteto. Durante o encontro, deverão ser discutidos todos os detalhes sobre a criação do comité.

A Turquia estará representada neste encontro pela delegação presidida pelo vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Sedar Onal.

A delegação russa será liderada pelo enviado especial da Rússia para a Síria, Alexander Lavrentiev, e conta também com a participação do vice-ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergey Vershinin. Do lado do Irão, a delegação será presidida pelo vice-ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros, Hussein Jabiri Ensari.

A formação do Comité Constitucional ocupou um importante lugar no comunicado final da reunião dos países garantes da Síria, que teve lugar no passado mês de julho na Rússia. Nesse comunicado, foi indicado que a Turquia, a Rússia e o Irão estão de acordo em relação a apoiar o mais rapidamente possível os trabalhos do comité, sob a observação da ONU em Genebra.

A Junta Superior de Negociações para a Síria apresentou no dia 5 de julho ao enviado especial da ONU para a Síria a lista de 50 candidatos, que irão representar o comité do lado da oposição. Esta lista foi preparada em coordenação com a Turquia.

As negociações no seio da ONU com um objetivo de pôr fim à guerra na Síria, que já se prolonga há mais de 7 anos, são compostas por 4 capítulos básicos: governo de transição, nova constituição, eleições e terrorismo.



Notícias relacionadas