Porto Rico esclarece que será necessário aguardar para saber o número de mortes pelo Maria

"Esse número não é o número oficial de mortes: sempre prevemos que o número aumentaria à medida que mais estudos oficiais fossem realizados"

Porto Rico esclarece que será necessário aguardar para saber o número de mortes pelo Maria

San Juan (EFE) .- O Secretário do Departamento de Segurança Pública de Porto Rico, Hector Pesquera, esclareceu hoje que será necessário aguardar os resultados de um estudo para saber o número de mortes devido ao furacão Maria, bem como esclarecer que o valor de 1.400 divulgados não é oficial.

Pesquera disse em um comunicado que o Registro Demográfico de Porto Rico divulgou dados em 1º de junho à mídia indicando que houve um excesso de 1.400 mortes nos quatro meses após o furacão Maria, mas esse número não é o dos mortos atribuível ao furacão que devastou a ilha em setembro.

As palavras de Pesquera seguem uma informação divulgada entre alguns meios de comunicação que observa que o executivo enviou ao Congresso em Washington na quarta-feira um relatório de recuperação do furacão Maria, que incluiu a cifra de 1.400 mortes atribuídas diretamente ao ciclone.

Pesquera disse no comunicado que em 9 de fevereiro, o Congresso federal aprovou a Lei Orçamentária Bipartidária de 2019, na seção 21210, da qual o Governo de Porto Rico foi obrigado a apresentar um plano de recuperação de 180 dias.

"Este relatório, que foi enviado ontem aos membros do Congresso, destaca a visão de transformar Porto Rico nos próximos 10 anos, inclui uma análise das consequências do furacão em que os dados de mortalidade foram incluídos", esclarece o funcionário.



Notícias relacionadas