Puigdemont para a UE: "Se fosse a Turquia, reagiriam"

"O que me decepcionou é por que a UE não critica categoricamente a atitude da polícia durante a consulta de domingo"

Puigdemont para a UE: "Se fosse a Turquia, reagiriam"

O presidente da Generalidade da Catalunha, Carles Puigdemont, deu um exemplo impressionante aludindo-se à Turquia para criticar a hipocrisia dos membros da União Europeia.

"Se fosse a Turquia, reagiriam".

Entrevistado por Bild da Alemanha sobre a crise do referendo após a consulta ilegaş independista de 1-O, Puigdemont avaliou: "O que me decepcionou é por que a UE não critica categoricamente a atitude da polícia durante a consulta no domingo. Os direitos fundamentais dos cidadãos europeus foram violados. Mas não há reação da UE. Se o mesmo acontecesse na Turquia, na Polônia ou na Hungria, a ira seria bastante grande".



Notícias relacionadas