Aviões de combate russos atacam Idlib e Hama na Síria

Idlib sob controle da oposição militar e grupos armados anti-regime foi declarada "zona de tensão reduzida" na conferência de Astana de 2017

Aviões de combate russos atacam Idlib e Hama na Síria

Jatos de combate russos atacaram as frentes da oposição militar e populações civis nas províncias sírias de Hama e Idlib.

O diretor de Proteção Civil de Idlib, Mustapha Hadj Yousuf, disse que os aviões atacaram o Centro de Proteção Civil em Tamania (Idlib), causando danos materiais ao prédio.

Não há dados sobre mortos ou ferimentos.

Enquanto isso, as autoridades do observatório de aviões da oposição anunciou através de redes sociais que "seis aviões de combate russos localizados a partir da base Jmeimim atacaram as populações e frentes de oposição civil no sul de Hama e Idlib."

Há dois dias, a aviação militar russa atacou o oeste, a sudoeste de Idlib, ao norte de Hama. 10 civis morreram, outros 20 ficaram feridos.

Idlib sob o controle da oposição militar e armados anti-regime tinha sido declarada "zona de tensão reduzida" na conferência em Astana de 2017. Mas às vezes o regime e a Rússia continuam a atacar a região com suas aeronaves.



Notícias relacionadas