Quase 3.000 armas confiscadas no Iêmen

As forças de segurança iniciaram uma campanha que proíbe os cidadãos de portarem armas.

Quase 3.000 armas confiscadas no Iêmen

As forças de segurança do Iêmen confiscaram 3.000 armas na província de Shebve, no leste do país.

Começou ontem a implementação da campanha de proibição de armas de qualquer tipo na cidade província Atak de Shebve: "No primeiro dia da campanha foram confiscadas cerca de 3.000 armas" indicou o comunicado da União de Eleitos Shebveniyye ligada ao governo

A campanha abrange todos os cidadãos, exceto soldados. Nenhuma informação foi dada sobre a duração da campanha.

Segundo a imprensa local, os cidadãos iemenitas têm cerca de 60 milhões de armas.

As leis iemenitas concedem aos cidadãos o direito de se armarem e os confrontos que continuam no país por mais de três anos aumentaram os efeitos negativos dessa situação.
 



Notícias relacionadas