Alemanha e Portugal assinam acordo para devolução de imigrantes

Os imigrantes registados em Portugal mas a viver na Alemanha, serão reenviados para Portugal.

Alemanha e Portugal assinam acordo para devolução de imigrantes

Alemanha e Portugal assinaram esta semana um acordo baseado no acordo de Dublin, que pretende acelerar as devoluções de imigrantes que se encontram em território alemão mas que antes tinham sido registados em Portugal.

O acordo, anunciado após a reunião em Berlim dos ministros do Interior da Alemanha e Portugal, Horst Seehofer e Eduardo Cabrita, recebeu a aprovação da Comissão Europeia - segundo informou o governo alemão em comunicado.

"Estamos de acordo em que precisamos rapidamente de um acordo sobre um sistema de asilo comum europeu, para poder alcançar avanços concretos. Aqui podem avançar os parceiros que cooperam. A questão migratória deve resolver-se. Por isso é um grande sinal que se tenha podido fechar este acordo", disse Seehofer.

Cabrita afirmou por sua parte que o acordo bilateral é uma amostra da Europa "solidária", na qual se respeitam os direitos humanos e que se entende como "um espaço de liberdade e segurança".

"Portugal e Alemanha envolvem-se de forma ativa e construtiva para superar os desafios da Europa no âmbito da política migratória", acrescentou o ministro português, que qualificou de "absoluta prioridade" para o seu Governo a implementação de um sistema europeu de asilo e a reforma do acordo de Dublin sobre a base da responsabilidade e a solidariedade comum.

A Alemanha propôs assinar acordos bilaterais com parceiros europeus para acelerar a devolução de estrangeiros registados noutros países, a denominada migração secundária, e já alcançou o sim de várias capitais, entre elas Madrid e Atenas.



Notícias relacionadas