"A Grécia não deve se tornar a Argentina"

O primeiro-ministro grego sublinhou que o FMI não deve retornar à Grécia.

"A Grécia não deve se tornar a Argentina"

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, falou aos repórteres por três horas em uma coletiva de imprensa tradicional na Feira Internacional de Salônica.

"As novas medidas não alterarão a disciplina fiscal comprometida com os credores", disse ele, referindo-se ao pacote econômico sobre cortes de impostos e reformas sociais anunciado há alguns dias.

Tsipras assegurou que o povo grego experimentou um período de austeridade de oito anos. "Isso não significa uma reversão de nossos compromissos. Tomamos as medidas necessárias para o desenvolvimento do país. Foram medidas absolutamente necessárias e razoáveis ​​depois do fardo imposto pela classe média e pelos grupos vulneráveis ​​para permanecer na Europa".

O primeiro-ministro grego sublinhou que o FMI não deveria regressar à Grécia. "A Grécia não deve se tornar a Argentina", afirmando que o superávit orçamentário sem juros será maior do que o prometido em 2019.



Notícias relacionadas