O apoio turco às vítimas do racismo na Alemanha

Depois dos atentados racistas contra a famíla Yigit, na Alemanha, os turcos que vivem no país organizaram-se nas redes sociais e começaram a vigiar a casa da sua família.

O apoio turco às vítimas do racismo na Alemanha

A família Yigit foi vítima de atentados racistas na cidade de Hernes, na Alemanha. Depois do incidente, os Yigit receberam um grande apoio por parte dos turcos que vivem no país.

Para garantir a segurança da família, os turcos da cidade começar a vigiar a sua casa.

A família Yigit mudou-se para a cidade de Hernes há 3 anos, e desde há uns meses começou a ser alvo dos racistas.

Os turcos de Hernes falaram à Empresa de Rádio e Televisão da Turquia (TRT) sobre o tratamento injusto de que a família foi alvo, e de como se organizaram nas redes sociais, para que todos os dias houvesse dezenas de pessoas a vigiar a casa da família de Yigit.

A família Yigit sabe quem está por detrás dos ataques. Mas apesar disso a polícia alemã não faz nada, alegando que “não há provas”.

Os turcos que estão a ajudar a família assinalaram que as rondas de vigilância vão continuar durante a noite, e que este apoio vai continuar até que a polícia e a justiça alemã encontrem o agressor racista.

Esra Yigit mostrou-se agradecida à TRT e falou sobre o tratamento injusto de que foi alvo, bem como dos turcos que a apoiaram:

“Ontem veio a TRT, graças a esta notícia. Antes estavamos sozinhos, não havia ninguem a apoiar-nos. Mas agora a TRT veio novamente. Agora temos um grande apoio por detrás de nós, por parte dos cidadãos. É uma boa sensação. Agora sentimos que não estamos sozinhos”.



Notícias relacionadas