A maioria dos franceses tem medo da pobreza

O presidente francês, Emmanuel Macron, adiou para o outono o Plano Nacional de Luta contra a Pobreza previsto para ser anunciado esta semana.

A maioria dos franceses tem medo da pobreza

De acordo com a pesquisa realizada pelo Instituto Francês de Opinião Pública (IFOP) para o site de notícias do Atlântico, 55 por cento da população francesa vive com o medo de cair na pobreza e perder sua propriedade atual.

A pesquisa indica que o medo da pobreza aumentou recentemente e acrescenta que esse medo é observado menos nos aposentados, com 37% e atinge o máximo em pessoas entre 35 e 49 anos, considerado como parte ativa da sociedade, com 63%

A pesquisa mostra que o número de pessoas que temem a pobreza em todas as regiões do país é superior a 50%. Foi calculado em 44% em Paris e suas esferas. De acordo com a pesquisa, esse número baixo deve-se ao fato de que o partido bem-educado e a classe dominante vivem nessa região.

O presidente francês, Emmanuel Macron, criticado por ser "presidente dos ricos", anunciou que adiou para o outono o Plano Nacional de Combate à Pobreza, que deve ser anunciado nesta semana.

As palavras da ministra da Saúde e Solidariedade, Agnès Buzyn, de que "o plano está pronto, mas seu anúncio será decidido de acordo com o desempenho da França nos jogos da Copa do Mundo" desencadeou polêmica no país.



Notícias relacionadas