Juncker: “Não quero uma Catalunha independente; os outros fariam o mesmo”

“Se permitirmos (não depende de nós) que a Catalunha de separe, outros também o fariam e não gostaria disso” – afirmou Juncker.

Juncker: “Não quero uma Catalunha independente; os outros fariam o mesmo”

O presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker, afirmou que não apoia a independência da Comunidade Autónoma da Catalunha, com receio de que possam surgir novas tendências separatistas na Europa.

Juncker fez estas declarações na Unversidade do Luxemburgo, a propósito do referendo sobre a independência da Catalunha que teve lugar no dia 1 de outubro. O presidente da Comissão Europeia salientou que a concretizar-se esta independência, outras regiões poderão sentir-se encorajadas a fazer o mesmo, algo que segundo ele deixaria a União Europeia numa situação complicada.

“Se permitirmos (não depende de nós) que a Catalunha de separe, outros também o fariam e não gostaria disso” – afirmou Juncker.

O responsável máximo da Comissão Europeia disse ainda estar preocupado com as tendências separatistas na Europa e encorajou o presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, a tomar o controlo da situação.

Falando depois sobre os apelos para que a União Europeia interviesse na questão separatista catalã enquanto mediadora, Juncker garantiu que a Comissão não poderia mediar o assunto a pedido de apenas uma das partes e expressou a sua confiança em Rajoy para resolver um problema, que na opinião de Juncker é apenas uma questão interna de Espanha.



Notícias relacionadas