Meios de comunicação alemães começam a falar da injustiça sofrida pela Turquia

“O presidente Recep Tayyip Erdogan e o povo turco, não estão errados com a sua posição nas negociações entre a Turquia e a Europa, e em relação à FETO”.

Meios de comunicação alemães começam a falar da injustiça sofrida pela Turquia

Começam a surgir vozes de senso comum nos meios de comunicação da Alemanha.

O jornal Taz avisou o governo alemão sobre a organização terrorista FETO, ao explicar a injustiça que está a ser cometida contra a Turquia nas suas negociações de adesão à União Europeia.

“O presidente Recep Tayyip Erdogan e o povo turco, não estão errados com a sua posição nas negociações entre a Turquia e a Europa, e em relação à FETO. Está a ser cometida uma violação do direito a favor daqueles que estão contra Erdogan” – escreveu o diário alemão - onde se pode ler também que “a União Europa está a enganar a Turquia no processo de negociações, devido às suas diferenças culturais e religiosas. Estão a ser feitas promessas vãs desde o início”.

Por outro lado, a conhecida revista Der Spiegel referiu-se às altas taxas de crescimento económico registadas na Turquia, apesar dos problemas entre a União Europeia e a Turquia: “A taxa média de crescimento dos 28 países da União Europeia foi de 2,4% no segundo trimestre. A Turquia cresceu mais do dobro no mesmo período, com uma taxa de crescimento de 5,1%”.



Notícias relacionadas