Erdogan: "A Turquia cumpre as condições para atuar como anfitriã da Eurocopa 2024"

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, concedeu uma entrevista concedida aos jornais pertencentes ao Grupo Funke Media

Erdogan: "A Turquia cumpre as condições para atuar como anfitriã da Eurocopa 2024"

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, salientou que a Turquia cumpriu as condições necessárias para sediar a Eurocopa 2024.

Erdogan, em sua entrevista aos jornais pertencentes ao Funke Media Group, a terceira maior editora de jornais e revistas na Alemanha, sobre a sede da Eurocopa 2024, disse:

"Esperamos uma avaliação justa".

O presidente apontou que os rumores sobre a situação econômica da Turquia não refletem a verdade.

"A Turquia já é um país muito dinâmico e frutífero por causa do aspecto turístico. Não deve haver suspeita sobre a ocupação dos estádios e o aumento de patrocinadores e receita publicitária na Eurocopa.

Construímos complexos esportivos, estádios e centros esportivos com maior capacidade, que muitas vezes não são encontrados em países europeus, em todas as grandes cidades do país. Se a UEFA fizer uma avaliação objetiva, podem ver essas realidades ", disse.

O presidente expressou que a Turquia tem 55 aeroportos, trens de alta velocidade, rodovias e infraestrutura para um bom transporte, e 40 milhões de turistas viajam a cada ano.

Erdogan lembrou que a Alemanha recebeu duas Copas do Mundo e uma Eurocopa em 1974, 1988 e 2006.

"Acredito que esta oportunidade deve ser dada a um país que tenha entusiasmo com o futebol, como a Turquia, que satisfaça todas as condições para ser a sede dessa organização", afirmou.

Erdogan sobre as fotografias tiradas com Mesut Özil, Ilkay Gundogan e Cenk Tosun disse que não há nem uma coisa que eu me arrependa ".

"Como você sabe, o ex-jogador de futebol alemão Lothar Matthaus se encontrou com o presidente russo, Vladimir Putin. Os jogadores devem agir com o seu livre arbítrio. Eu sinto muito por aqueles que o criticam ".

Erdogan apontou que a expressão de Mesut Özil "Eu sou alemão quando ganhamos e um imigrante quando perdemos" resume muito bem a discriminação dos futebolistas na Alemanha.

"Mesut Özil não deixou a seleção alemã sem motivo. Todos, que enfrentam ataques racistas, mostram a mesma reação ".

O presidente disse que devem lutar juntos contra o racismo.

Erdogan, observando que não se encontrou pela primeira vez com Mesut Özil em Londres, apontou:

"Nós nos encontramos muitas vezes em diferentes ocasiões. Da mesma forma, nos encontramos com nossos cidadãos de origem turca em diferentes países. Mesut mora em Londres. Por que não o encontro quando estou aqui? Nós linchamos um jogador de futebol alemão, que joga na Turquia, quando ele tira uma foto com a chanceler alemã, Angela Merkel? Eu não consigo entender essa lógica ".

Erdoğan expressou que Mesut Özil e Ilkay Gündogan sentem-se orgulhosos de pertencer tanto a seus países de origem como os países para os quais chegaram os seus pais.

O presidente indicou que, como Turquia, sempre incentivam e apoiam os cidadãos turcos para garantir a participação em todos os níveis da sociedade.

Em relação à carreira dos futebolistas de origem turca na Federação Alemã de Futebol, Erdogan disse:

"Não consideramos um problema. Pelo contrário, estamos felizes com eles. Eles são um exemplo para os jovens turcos.

Seus sucessos são nossos sucessos”. O presidente Erdogan fará contatos oficiais entre 27 e 29 de setembro na Alemanha.



Notícias relacionadas