Venezuela faz exercícios militares no bicentenário do Discurso de Angostura de Bolívar

O exercício militar prolonga-se até ao dia 15 e tem como objetivo testar a preparação operacional e a capacidade das Forças Armadas.

Venezuela faz exercícios militares no bicentenário do Discurso de Angostura de Bolívar

As Forças Armadas da Venezuela começaram um exercício militar de 5 dias por entre a tensão com os Estados Unidos e os países da região.

Este exercício militar coincide com o bicentenário do Discurso de Angostura de Bolívar.

Durante a cerimónia militar realizada na Base Guaicaipuro, no estado venezuelano de Miranda, estiveram presentes o chefe de estado do país, Nicolás Maduro, o ministro da Defesa Vladimir Padrino López e também os comandantes das unidades terrestres e aéreas.

Falando às tropas presentes na cerimónia, o presidente Maduro disse que Simón Bolívar apresentou no seu histórico discurso os princípios básicos da luta pela independência.

Maduro disse também que o povo venezuelano é pacifista, mas deixou aviso: “Que ninguém se meta connosco. Donald Trump fora da Venezuela, aqui há força armada para defender este povo”.

O presidente venezuelano disse ainda que “começaram os exercícios militares para assinalar os 200 anos de Angostura, o discurso do nosso libertador Simón Bolívar, onde ele definiu a doutrina de independência, da república e do futuro”.

O exercício militar prolonga-se até ao dia 15 e tem como objetivo testar a preparação operacional e a capacidade das Forças Armadas, bem como para testar a cooperação com possíveis milícias num contexto em que aumenta a ameaça de uma intervenção militar.



Notícias relacionadas