ONG da Nicarágua eleva para 561 o número de mortos pela violência

A Associação Nicaraguense de Direitos Humanos divulgou um relatório no qual se registram 4.578 pessoas feridas pela violência em seu país

ONG da Nicarágua eleva para 561 o número de mortos pela violência

O secretário executivo da Associação Nicaraguense dos Direitos Humanos (ANPDH), Álvaro Leiva, colocou em 561 o número de pessoas mortas durante a violência vivida nas manifestações que acontecem na Nicarágua desde meados de abril passado.

Leiva indicou que o número de mortos foi registrado entre 19 de abril de 2018 e 3 de janeiro deste ano. Também ressaltou que durante esse período houve 4.578 feridos.

"Os feridos foram negados na maior parte do direito de acesso à assistência médica", disse o secretário executivo.

O representante da ANPDH mencionou que 1.336 pessoas continuam sequestradas por grupos paramilitares. "Muitas deles estão na condição de presos políticos", disse ele na apresentação do relatório na mídia local Nicarágua Investiga.

Leiva relatou que, pela administração da ANPDH e da Igreja Católica, a libertação de 472 indivíduos foi alcançada. Também afirmou que pelo menos 50 casas foram destruídas desde o início das manifestações.



Notícias relacionadas