Primeira audiência do julgamento de Cristina Fernández marcada para fevereiro de 2 019

A ex-presidente da Argentina é acusada de liderar uma organização criminosa e de fraude na adjudicação de obras públicas viárias ao Grupo Austral.

Primeira audiência do julgamento de Cristina Fernández marcada para fevereiro de 2 019

A justiça argentina marcou para 26 de fevereiro de 2 019, às 12 horas, a primeira audiência do julgamento por corrupção da ex-presidente do país, Cristina Fernández de Kirchner, que liderou o país entre os anos de 2 007 e 2 015.

A ex-presidente e atual senadora é acusada de liderar uma organização criminosa e de fraude, na adjudicação de obras públicas viárias ao Grupo Austral, na província de Santa Cruz no sul do país.

Neste caso estão também envolvidas outras pessoas, como o ex-ministro do Planeamento Federal, Julio de Vido, o ex-secretário de estado das Obras Públicas, José López, e ainda o empresário Lázaro Báez, o proprietário do Grupo Austral que já foi detido devido a outros motivos.

Existem ainda outras pessoas envolvidas neste processo judicial, como o e-subsecretário de estado para a Coordenação das Obras Públicas, Carlos Kirchner (primo do ex-presidente argentino Néstor Kirchner), o ex-diretor da Rede Viária Nacional, Nelson Periotti, e ainda Martín Baéz, filho de Lázaro Baéz.

Segundo o jornal diário argentino Clarín, este é o “processo mais importante” de todos os processos de corrupção em que Cristina Kirchner está implicada. Segundo os investigadores deste caso, “as manobras investigadas permitiram detetar uma maior matriz de corrupção, que levou à deteção de outros crimes como lavagem de dinheiro, na qual estão implicados basicamente os mesmos acusados”.

Para além deste processo, a ex-presidente argentina e atual senadora enfrenta ainda mais 6 processos de corrupção, associação ilícita e lavagem de dinheiro, como o caso do suposto pacto com o Irão, o caso “Hotesur” ou a “Rota de Dinheiro K”.

Cristina Kirchner nega de forma “categórica” o seu envolvimento nestes casos.



Notícias relacionadas