Presidente paraguaio inaugurou a embaixada do seu país em Israel

O primeiro ministro israelita, Benjamin Netanyahu, esteve presente no evento e agradeceu calorosamente o passo dado por Assunção.

Presidente paraguaio inaugurou a embaixada do seu país em Israel

O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, inaugurou hoje a embaixada do seu país em Jerusalém. O Paraguai foi assim o terceiro país a tomar esta controversa decisão, liderada pelos Estados Unidos e seguida alguns dias depois pela Guatemala.

Cartes disse no seu discurso de inauguração da embaixada que “esta decisão concretiza outro acontecimento histórico nos nossos vigorosos laços de amizade, e coincide com a comemoração do aniversário do Estado de Israel, que o meu país acompanhou nas Nações Unidas, decidida e determinadamente, há 70 anos”.

O presidente paraguaio disse ainda, no seu discurso, que o ato de hoje tem um significado profundo, por expressar a “amizade sincera e a plena solidariedade do Paraguai para com Israel”:

“Não sou amigo de posições titubeantes ou ambíguas. O carinho indesmentível e a admiração que sinto por esta nobre nação, está assente nos valores e princípios que partilhamos, como a democracia, a liberdade, a defesa dos direitos humanos, a tolerância respeitosa, a não discriminação e a sã convivência entre nações” – afirmou Cartes.

O presidente paraguaio disse ainda que admira “profundamente” Israel, que “defende heroicamente a sua soberania e integridade, o seu direito de viver em paz, e constrói uma nação com um exemplar nível de desenvolvimento económico e social, prosperidade e bem estar para os seus filhos”. Horacio Cartes recordou também o “o duro caminho percorrido por esta heroica nação ao longo de milénios”.

O primeiro ministro israelita, Benjamin Netanyahu esteve presente na cerimónia de inauguração da embaixada do Paraguai em Jerusalém e agradeceu calorosamente o passo dado por Assunção.



Notícias relacionadas